Artigos Científicos Sobre Capoeira

Capoeira Adptada

Capoeira Adaptada - Instrutor Baiacu

Introdução da prática de capoeira para portadores de necessidades especiais, idosos, síndrome de down, deficientes mentais,dependentes químicos e demais grupos onde a prática deve contar com adequações e particularidades.

APAE - Tramandaí/RS

PSICOMOTRICIDADE

Definição

A Sociedade Brasileira de Psicomotricidade conceitua Psicomotricidade como a ciência que tem como objeto de estudo o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo. Ela está relacionada ao processo de maturação, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas.

Psicomotricidade, portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito cuja ação é resultante de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização.

O Psicomotricista

É o profissional da área de saúde e educação que pesquisa, avalia, previne e trata do Homem na aquisição, no desenvolvimento e nos transtornos da integração somato-psíquica e da retrôgenese.

Quais são suas áreas de atuação?

Educação, Clínica, Consultoria, Supervisão, e Pesquisa.

Qual a clientela atendida?

Crianças em fase de desenvolvimento; bebês de alto risco; crianças com dificuldades/atrasos no desenvolvimento global; pessoas portadoras de necessidades especiais: deficiências sensoriais, motoras, mentais e psíquicas; família e a 3ª idade.

Mercado de trabalho Creches; escolas; escolas especiais; clínicas multidisciplinares; consultórios; clínicas geriátricas; postos de saúde; hospitais; empresas.

SÍNDROME DE DOWN

O que é?
Um atraso no desenvolvimento, das funções motoras do corpo e das funções mentais, o bebê é pouco ativo e molinho o que se denomina hipotonia. A hipotonia diminui com o tempo, conquistando, o bebê, mais lentamente que os outros, as diversas etapas do desenvolvimento.
A Síndrome de Down era também conhecida como mongolismo, face às pregas no canto dos olhos que lembram pessoas de raça mongólica (amarela). Essa expressão não se utiliza atualmente.

Causas

Dentro de cada célula do nosso corpo, estão os cromossomos, responsáveis pela cor dos olhos, altura, sexo e também por todo o funcionamento e forma de cada órgão do corpo interno, como o coração, estômago, cérebro, etc. Cada uma das células possui 46 cromossomos, que são iguais, dois a dois, quer dizer, existem 23 pares ou duplas de cromossomos dentro de cada célula. Um desses cromossomos, chamado de nº21 é que está alterado na Síndrome de Down. A criança que possui a Síndrome de Down, tem um cromossomo a 21 a mais, ou seja, ela tem três cromossomos 21 em todas as suas células, ao invés de ter dois. É a trissomia 21. Portanto a causa da Síndrome de Down é a trissomia do cromossomo 21. É um acidente genético. Esse erro não está no controle de ninguém.

Conseqüências

Face a hipotonia do bebê, este é mais quieto, apresenta dificuldade para sugar, engolir, sustentar a cabeça e os membros.
A abertura das pálpebras é inclinada como parte externa mais elevada, e a prega, no canto interno dos olhos é como nas pessoas da raça amarela. Tem a língua protusa (para fora da boca).
Apresenta rebaixamento intelectual, estatura baixa, 40% dos casos possuem cardiopatias.

Tratamento

Até o momento não há cura. A Síndrome de Down é uma anomalia das próprias células, não existindo drogas, vacinas, remédios, escolas ou técnicas milagrosas para curá-la.
Com os portadores da Síndrome de Down deverão ser desenvolvidos programas de estimulação precoce que propiciem seu desenvolvimento motor e intelectual, iniciando-se com 15 dias após o nascimento.

Incidência
Estima-se que a cada 550 bebês que nascem, 01 tenha a Síndrome de Down.

Ao educador físico, que trabalha especificamente com capoeira, deverá ter ciência da disfunção atlanto-axial para orientar e prescrever exercícios corretos ao portador de Síndrome de Down.

INFORMAÇÕES / REFERÊNCIAS BIBLIOGRÀFICAS:CRIANÇAS EM PRIMEIRA INFÂNCIA/PSICOMOTRICIDADE.

A psicomotricidade constitui o estudo relativo às questões motoras e psico-afetivas do ser humano. A mesma seria o ponto de encontro entre a expressão motora (o que a pessoa faz ) e a característica pessoal-emocional de cada ser humano (o que a pessoa sente). O corpo é o seu ponto de referência e o seu interesse objetivo de estudo. As alterações corporais constituem-se, assim, no motivo das suas pesquisas e no da sua intervenção.
A psicomotricidade será, dessa forma, um tipo de psicoterapia de índole corporal.

LEIA MAIS SOBRE O TEMA EM:

PIAGET,Jean. A formação do símbolo na criança:imitação,jogo e sonho.Imagem e Representação.Rio de Janeiro:Zahar,1978

PIAGET,Jean. O nascimento da inteligência na criança.Rio de Janeiro:Zahar,1978.

FREIRE,João Batista;BARROS,Ricardo M.L.Análise quantitativa e qualitativa dos sintomas de antecipação nas ações motoras de crianças.Revista Brasileira de Ciências do

Nenhum comentário:

Postar um comentário